Revista Congresso Febrafite
abre menu 2

Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais

abre menu 1

Notícias

Opinião: “Justiça Fiscal para os Estados da Federação”

Por Ubiratan Machado | O Povo

Compartilhar

postado em 09/10/2017 10:26 / atualizado em 09/10/2017 10:26


BiraTratando-se de carga tributária, parcela significativa da sociedade, graças a um trabalho de esclarecimento prestado por diversas entidades, já tem ciência de que o assunto é um pouco mais complexo do que a velha máxima que diz: “A carga tributária brasileira é muito alta”. A injusta distribuição da carga tributária por faixas de riqueza dos contribuintes, denotada por uma elevada tributação sobre o consumo, face à incidente sobre a renda e o patrimônio, já é uma informação mais propagada em relação a um passado não muito distante.

Contudo, esse desequilíbrio não se observa apenas do ponto de vista da capacidade contributiva. A injustiça fiscal reina quando o assunto é distribuição dos recursos tributários entre os entes federados, bastante desfavorável aos entes subnacionais. No caso dos Estados, que possuem responsabilidades cujo custo é bastante superior ao de suas receitas próprias, na década de 1960 participavam de 35% do “bolo tributário” nacional, hoje com 25%. Enquanto isso, a União concentra 57%.

O Governo Federal, por meio de sua política tributária, tem sabotado as finanças estaduais, avançando na tributação sobre contribuições sociais – que, apesar da Desvinculação das Receitas da União (DRU), garantem o superávit da previdência social mas não são repartidas com os demais entes – e concedido renúncias fiscais sobre impostos compartilhados com Estados e Municípios – como o IR e o IPI. Somente a isenção do IRPF sobre lucros e dividendos, por exemplo, além de favorecer os mais abastados, impede que os Estados recebam repasses do fundo de participação em cerca de R$ 13 bilhões anuais. A interferência da União nas competências tributárias estaduais, por meio da Lei Kandir e do Simples Nacional, são dignas de capítulos à parte.

Aos Estados restam apenas “cobrir o rombo” com endividamento e súplicas por recursos – a política do “pires na mão”.

A proposta de reforma tributária apresentada pelo deputado federal Luiz Carlos Hauly está, no momento, descolada dos pressupostos de justiça fiscal, como tributação segundo a capacidade contributiva e equilíbrio entre competências materiais versus tributárias dos entes federados. A “urgência” não prescinde de um bom debate.

Ubiratan Machado é  diretor para Assuntos Jurídicos do Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Ceará (Auditece Sindical).


 

Artigo publicado nas versões impressa e online do jornal O Povo nesta segunda-feira, dia 09/10.  Link: https://www.opovo.com.br/jornal/opiniao/2017/10/ubiratan-machado-justica-fiscal-para-os-estados-da-federacao.html

 

 

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP   LX0-103   220-901   640-911   102-400   220-901   70-346   000-017   ICBB   350-029   200-125  , 70-486   640-692   ADM-201   c2010-657   EX200   74-678   70-483   1V0-601   100-101   M70-101   100-105  , 350-001   HP0-S42   M70-101   200-355   ITILFND   1Z0-804   100-101   SY0-401   350-080   70-461   JN0-102   M70-101   70-534   1z0-434   LX0-104   210-065   640-911   c2010-652   ITILFND   70-533   70-411   200-310   70-411  

Copyright © FEBRAFITE - Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais - Todos os direitos reservados

by HKL