A crise fiscal e os reflexos no funcionamento do Estado

Notícias

Informe nº 586

postado em 19/02/2016 0:00 / atualizado em 19/02/2016 0:00


 A Febrafite, entidade nacional representativa dos auditores fiscais estaduais, emitiu nesta sexta-feira (19) nota pública em apoio ao movimento pela valorização e recomposição salarial dos auditores fiscais da Receita Federal do Brasil, para os ativos e os aposentados que contribuíram ao longo de suas vidas profissionais ao órgão tributário. 

 
A Federação vem acompanhando com preocupação os pedidos de exonerações de cargos, muitos tendo que recorrem à Justiça, como forma de sensibilizar o Governo Federal. Na nota, a entidade chama a atenção para a importância do Fisco, sobretudo em tempos de ajuste fiscal e crise economia. 


Leia abaixo a íntegra do documento:
 
NOTA PÚBLICA
VALORIZAÇÃO DO FISCO POR UM BRASIL MELHOR 
A Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais – Febrafite, entidade nacional representativa do Fisco Estadual e Distrital Brasileiro, vem a público manifestar apoio aos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil, em face à luta pela inadiável recomposição salarial da categoria, ativos e aposentados. 
 
A Febrafite e suas Associações filiadas chamam a atenção da Sociedade, do Poder Legislativo e do Governo Federal para a imprescindível necessidade de valorização dos Auditores Fiscais. Diante da grave crise econômica e fiscal que afeta o Brasil, o trabalho do Fisco é de fundamental importância para o país superar este cenário, resultando em efetivo aumento da arrecadação, sem a necessidade de criação de novos tributos, ou o aumento de alíquotas. 
 
A função do Fisco, dos três entes federativos, é essencial para o funcionamento do Estado. No caso da União, o trabalho dos Auditores da Receita Federal do Brasil, que consiste no rigoroso combate à sonegação, controle fiscal, controle da Seguridade Social e aduana, responde por 98% da arrecadação.  
 
Para a Febrafite, urge que o Governo Federal e as autoridades da Receita tenham sensibilidade, capacidade de diálogo e disposição concreta para, em conjunto com as entidades representativas da categoria, superarem os impasses e alcançarem soluções para o bem de todo o país.  
 
Um Fisco forte, valorizado e atuante em defesa do Estado ainda é a melhor saída para resolver a crise fiscal em que o Brasil se encontra e estimular a retomada sustentável do desenvolvimento econômico e social.
 
Brasília/DF, 19 de fevereiro de 2016. 
 
 
Roberto Kupski
Presidente da Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais – Febrafite 
 

Copyright © FEBRAFITE - Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais - Todos os direitos reservados

by HKL