Craques da Cidadania Fiscal
abre menu 2

Notícias

Ceará pode perder 1 bi em arrecadação de ICMS

Por Ubiratan Machado | O POVO

Compartilhar

postado em 12/06/2018 16:53 / atualizado em 12/06/2018 16:53


Foi apresentada no Senado proposta para limitar, em âmbito nacional, as alíquotas do ICMS a 18% para álcool e gasolina e 7% para diesel. As cargas tributárias atualmente vigentes no Ceará são 25% para o álcool, 29% para gasolina e 17% para diesel. O ICMS sobre combustíveis equivale a 23% da arrecadação total do imposto no Ceará, que no ano de 2017 representou 2,5 bilhões de reais. É absolutamente irresponsável aprovar de maneira abrupta esta medida que provocaria colapso nas contas públicas estaduais, extremamente dependentes do produto desta arrecadação. A perda anual de arrecadação no Ceará seria na ordem de 1 bilhão de reais, que impactaria de forma imediata e negativa na prestação dos já precários serviços estaduais, como educação, saúde e segurança pública.

Além disso, impera esclarecer à sociedade que os súbitos aumentos dos combustíveis não decorrem do ICMS, que não aumentou este ano, mas da questionável política de preços adotada, com bênçãos temerosas, pela Petrobras desde 2016. A aprovação da resolução colocará na conta dos Estados – os quais em sua maioria sofrem grandes dificuldades financeiras – as consequências nefastas desta política, sobre a qual as administrações públicas estaduais não têm qualquer gerência.

Não discutir a compensação dos prejuízos dos entes subnacionais evidencia o caráter leviano e populista que norteia a proposta. Não se é contra a redução do ICMS incidente sobre os combustíveis, ela é salutar, mas não pode ser realizada desta forma.

Historicamente, as entidades de classe do fisco são a favor da redução dos tributos sobre o consumo na mesma proporção em que se aumente a tributação sobre renda dos não assalariados (ex: fim da “pejotização” e revogação da isenção do IR sobre distribuição de lucros ou dividendos) e do patrimônio. Urge que a nação tribute de forma efetiva e progressiva aqueles que têm maior capacidade econômica, urge uma reforma tributária solidária com O POVO.

O Senado daria um ótimo exemplo se também, no uso de sua competência institucional, propusesse o aumento do teto das alíquotas do imposto sobre heranças e doações. Por hora, resta aos Estados resistirem a mais essa ingerência que está sendo gestada no Senado.

Ubiratan Machado é diretor jurídico do Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Ceará – Auditece Sindical  ubiratan.machado@bol.com.br

Artigo publicado nesta terça, dia 12/6, no jornal O POVO

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP   LX0-103   220-901   640-911   102-400   220-901   70-346   000-017   ICBB   350-029   200-125  , 70-486   640-692   ADM-201   c2010-657   EX200   74-678   70-483   1V0-601   100-101   M70-101   100-105  , 350-001   HP0-S42   M70-101   200-355   ITILFND   1Z0-804   100-101   SY0-401   350-080   70-461   JN0-102   M70-101   70-534   1z0-434   LX0-104   210-065   640-911   c2010-652   ITILFND   70-533   70-411   200-310   70-411  

Copyright © FEBRAFITE - Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais - Todos os direitos reservados

by HKL