Em busca do diálogo

Notícias

Governo barra todas emendas na CCJ do Senado

postado em 19/11/2003 19:07 / atualizado em 19/11/2003 19:07


O governo derrubou na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado todas as emendas apresentadas pela oposição à reforma da Previdência. Entre terça, dia 18, e esta quarta, dia 19, foram votadas 224 emendas destacadas. Na véspera, uma manobra do governo transferiu outras 112 emendas para uma proposição a ser votada diretamente pelo plenário. O governo pretende votar a reforma no plenário em 25 de novembro.

Para o líder do PSDB na Casa, Arthur Virgílio (AM), a reforma não atendeu a nenhuma das reivindicações da oposição. Ele destacou que os tucanos vão continuar votando contra a previdenciária quando a reforma seguir para o plenário.

– Essa reforma é insuficiente – acrescentou.

O líder tucano negou também que o partido esteja sofrendo pressão dos governadores para aprovar a reforma. Nesta manhã, porém, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse que os governadores não têm problemas com a reforma da Previdência.

– Não existe pressão dos governadores, nosso partido é um partido de homens livres – disse Virgílio.

As informações são da agência Reuters.

© Febrafite 2020

by HKL