Em busca do diálogo

Febrafite

Menu

Notícias

Valor Econômico: Reforma tributará renda e patrimônio

postado em 26/11/2020 12:36 / atualizado em 26/11/2020 12:44


Deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) promete incorporar propostas da oposição para votar PEC 45 até o fim do ano. Michel Jesus/Câmara dos Deputados

 

Jornal Valor Econômico desta quinta-feira (26) destaca a estratégia traçada junto com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o líder do MDB, Baleia Rossi (autor da PEC 45), para atrair os votos dos 130 deputados de oposição para votação do relatório da reforma tributária, após o 2º turno das eleições municipais.

O relator da reforma tributária, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), segundo apurou o Valor, deverá apresentar na próxima semana seu parecer e incluirá a tributação de lucros e dividendos, a proibição de dedução de juros sobre o capital próprio e que a tributação de herança e patrimônio será “progressiva” (nos moldes do Imposto de Renda Pessoa Física).

Segundo a matéria, Rodrigo Maia e um grupo de partidos estão em intensas reuniões para tentar votar a reforma até o fim do ano, ainda sob sua gestão, mesmo o calendário jogando contra. Faltam três semanas e meia para o recesso parlamentar.

O grupo parlamentar decidiu, segundo três líderes ouvidos pelo jornal, que haverá um tratamento diferenciado para saúde, educação e transportes. A unificação de ISS, ICMS,IPI, Pis e Cofins da PEC 45 original estabelece uma alíquota única para todos os bens e serviços, mas esses três hoje tem tributação favorecida e devem manter a carga tributária menor para evitar aumento nos preços para a população.

Leia íntegra da reportagem para assinantes: https://valor.globo.com/politica/noticia/2020/11/26/reforma-tributara-renda-e-patrimonio.ghtml

© Febrafite 2020

by HKL