Febrafite

Notícias

Febrafite participa de formação de líderes do setor público em universidade da Alemanha

postado em 22/05/2023 20:26 / atualizado em 23/05/2023 10:18

Delegação brasileira na Hertie School, em Berlim

Integrantes da diretoria da Febrafite participam do Programa de Treinamento Executivo 2023 para os Líderes Sindicais do Setor Público Brasileiro, que acontece na Hertie School, em Berlim, na Alemanha. O evento acontece entre os dias 22 e 26 de maio e é uma iniciativa do Instituto República.org, dedicado a melhorar a gestão de pessoas no serviço público do Brasil.

Os representantes da Febrafite que participam do evento são Rodrigo Spada, presidente da entidade; Marcelo Mello, vice-presidente para a Região Sul; e Juracy Soares, Diretor de Estudos Tributários; e Eduardo Jaeger, presidente da Afisvec. Eles foram aprovados no processo seletivo organizado pelo República.org.

Por meio de uma série de seminários sobre Inovação do Setor Público, Gestão de Pessoas, Liderança, Comunicação Política, Justiça Organizacional, entre outros, a Academia de Berlim para Líderes do Setor Público Brasileiro visa capacitar os líderes sindicais no Brasil. O programa ajudará os decisores políticos a refletirem sobre as bases teóricas da democracia e das estruturas sindicalizadas, a compreender a complexa realidade da política contemporânea no Brasil e a desenvolver as habilidades necessárias para ter sucesso na esfera política.

Na avaliação de Rodrigo Spada, o evento tem sido um espaço muito rico em conhecimento, especialmente pela troca de experiências com os alemães.

“A Alemanha é um exemplo, para o bem e para o mal, de como a governança pública pode destruir ou construir um país. No caso do Nazismo, a burocracia estatal alemã trabalhou pela destruição. Entretanto, depois, ela foi fundamental para a rápida reconstrução alemã que fez do país a potência que é hoje”, avalia.  

Spada destacou também o orgulho em perceber que há bons resultados no setor público brasileiro que são reconhecidos internacionalmente. 

“Temos também o que ensinar, especialmente a respeito de digitalização de governo, sobretudo no Fisco, estamos muito avançados neste ponto. O SUS e o Programa Nacional de Imunizações também são referências para os alemães. No caso das vacinas, a institucionalização e a atuação da burocracia estatal garantem o sucesso dos programas mesmo quando há no governo forças políticas atuando em sentido contrário”, diz. 

No primeiro dia de atividades, aconteceu a palestra “Desafios e oportunidades em tempos de crises múltiplas: As contribuições dos líderes sindicais do setor público brasileiro”, com Dr. Marco Antonio Teixeira, pesquisador de pós-doutorado da Universidade de Heidelber.

A semana ainda contará, entre outros temas, com as seguintes atividades:

  • Inovação do setor público como um paradigma de reforma, com Prof. Dr. Kai Wegrich, Reitor de Ensino e Pesquisa e Professor de Administração Pública e Políticas Públicas da Hertie School 
  • Estratégias de reforma, com Prof. Dr. Kai Wegrich.
  • Gestão Estratégica de Recursos Humanos no Setor Público: Enfrentando os principais desafios do futuro, com Prof. Dr. Gerhard Hammerschmid, Professor de Gestão Pública e Financeira e Diretor do Centro de Governança Digital da Hertie School;
  • Os Sindicatos Alemães: Estrutura, função e autoconfiança, com Matthias Genchi, Gerente de Gabinete do Presidente da Deutscher Gewerkschaftsbund (DGB)

Leia também:

Copyright © 2024. Associação Nacional das Associações de Fiscais de Tributos Estaduais - Todos os direitos reservados.